domingo, 12 de outubro de 2008

Nur ein wort.


Levantei-me com o vibrar do despertador na mesa.
Coloquei o tênis e enfiei o fone do MP3 no ouvido.
Não queria ouvir pessoas falando.
Só queria ouvir a melodia conversar comigo sem obter resposta alguma.
Eu estava abusada. Era fato.
As aulas andaram feito minhoca.
Eu contava o tempo que eu estava viva vendo o relógio mostrar:
10:59, 11:00, 11:01, 11:02, 11:03...
Passei o tempo desenhando bonecos mal-feitos no caderno (na matéria de geografia e química para ser exata).
Não queria falar com as pessoas.
Os bonequinhos mal-feitos tinham assuntos mais interessantes para conversar comigo enquanto tomavam seus cafés de tinta preta.
A chuva caia fortemente molhando as janelas da sala.
“Os gnomos vão pegar gripe” – Pensei eu, enquanto as pessoas conversavam sobre alguma coisa que eu não me importei de ouvir.
Quando a aula acabou encontrei uma única outra pessoa que conversa com bonequinhos mal-feitos do caderno.
Andamos um pouco até a rua em que tenho que entrar.
Tchau.

Até eu pegar o ônibus eu usei o guarda chuva de cerâmica.
Mas ao descer, fechei o guarda chuva e preferi sentir as gotas molhar a farda.
Gostei de molhar a farda.
Gostei de sentir água doce se misturar com a água salgada do rosto.
Talvez não seja boa a idéia de sentir essa melancolia no começo de terça. Mas amanhã é feriado, e nada melhor do que se sentir mais humana no início da semana.


Bruna

Escutando: Little red - Kate Nash
Foto: Meu caderno de geografia.

5 comentários:

Aranel Eärwen disse...

Saudades do meu segundo ano e do meu maravilhoso professor de geografia...
Saudades de ti, também.
Beijos.

Lívia Vasconcelos disse...

Pra ser sincera, as partes em que eu me sinto humana são as melhores partes. chuva, chuva!
algumas vezes só dá vontade de sumir no mundo.
:}
saudades, fia!
amo
:*

darsh. disse...

ai que texto mais doce!

Júlio disse...

"Eu contava o tempo que eu estava viva vendo o relógio mostrar:
10:59, 11:00, 11:01, 11:02, 11:03..." - Passa bem a idéia de melancolia. ^^

Viver a vida perigosamente, Brunona! Me sinto muito humano quando faço isso! =P

=*

Jéssica Trabuco disse...

*-*

Estou encantada com seus textos!!

Parabéns, parabéns, parabéns!

Ainda bem que existem pessoas que possuem esse dom tão magnífico de domar as letras!