sexta-feira, 29 de maio de 2009

Absolutamente nada de interessante


Saí da aula ‘nas carreiras’. Corri até a casa da minha amiga para dar um oi, e assistir o jornal. Para quê assistir o jornal é o que vocês perguntam? Para ver a banda do meu namorado tocar por 10 segundos uma das minhas músicas favoritas e fazer a propaganda do show que eles vão ter amanhã. É estranho falar namorado. Na-mo-ra-do. Eu fugi tanto dessa palavra nos últimos 2 anos e agora eu falo mais dele do que bolo de chocolate. E olhe que eu prefiro bolo de chocolate. Enfim. Chego em casa e mamãe deixou dinheiro para eu pedir almoço. Peço comida chinesa. Eu nunca mais comi. Empanturro-me de frango xadrez e risoto. Não veio bolinho primavera. Telefone toca: costureira dizendo que 2, dos 4 vestidos que eu pedi, estão prontos. Já posso pegar. Pego-os. Pago-os. Chego em casa, provo-os. Testo-os para ver com qual eu vou para o show amanhã. Droga. O vermelho de bolinha não está pronto ainda. Amanhã logo cedo eu pego. Preguiça de lavar os pratos. Vejo programação de filmes na rede Telecine. P.S. Eu te amo acabou de começar. Colo-me no sofá e durante o filme começo a chorar. Meu Oingo Boingo* liga. Mas ele não repara que eu estou chorando porque eu sou uma ótima ‘escondedora’. Enfim. Digo como os vestidos ficaram bonitos. Acabo de assistir o filme inspirada. Arrumo a sala. Coloco um disco na minha vitrola e venho escrever esse texto, que apesar de não ter absolutamente nada de interessante, eu ainda assim posto aqui.

* Apelido que meu namorado pôs nele mesmo porque eu gosto da banda Oingo Boingo.


Escutando: Knights of Cydonia - Muse
Foto: girls in white dresses by ~curlytops

Um comentário:

darsh. disse...

ei, qual a bandinha do seu namorado?
:)