sábado, 3 de julho de 2010

I'm blue, man.


Os dias não estavam agradáveis. Passara a sexta com os olhos inchados das horas em que as lágrimas não pararam de escorrer. Dormiu, mas ainda sentia o coração apertado e o nó na garganta. Não sabia explicar toda aquela bagunça que sentia dentro de si. Isso era o resultado de pensar demais. Porque eu penso demais. Por que pensar tanto assim? E ser mais organizada que os outros? Já é sábado. Acordou com o celular falando francês e o sol no tapete do quarto. Permitiu-se um pouco mais na cama. Afinal, a insônia agora é moda, e mais uma hora e meia na cama é justo no final das contas. Passou o dia na casa da amiga. Com algo estranho. Talvez ainda um aperto, sei lá. Costumava levar a fundo os sentimentos estranhos. Tem duas festas para ir. Não quer ir para nenhuma. Apesar de querer sair. Mas não quer sair com todos. Muito barulho. Muita bagunça. Por nada. Estava no espírito de sair com metade dos ‘todos’, tomar uma boa caipirosca ou qualquer outra bebida forte e sentir o cheiro do cigarro na noite (apesar de ter decidido não pôr nenhum cigarro na boca mais uma vez). Mas acabou ficando em casa, assistindo a super estréia do Telecine Premium com uma boa xícara de café (boa mesmo, e ela não costuma fazer muito bem) e o fim da noite ouvindo blues. Porque é bom quando se está ‘blue’.

Colocou o pijama. Leu algumas páginas do livro e adormeceu esperando que o domingo seja melhor que a sexta e o sábado. Mas não tendo tantas esperanças assim.


Escutando: All over again - B.B. King
Foto: Coffee and Cigarettes by juliabax (Deviantart)

3 comentários:

Isabelle Jhulia disse...

Como você tá, flor? Anda sumida... Volta que eu tô com saudade.

Como sempre, gostei muito do texto.

Beijo

Lah. disse...

eu sempre acho o domingo pior =/
achei seu blog ^^
=*

Anônimo disse...

meu Deu! Tanto tempo que não passava aqui.

Amo B.B. King